FUNIL DE CONTEÚDO PARA O INSTAGRAM

FUNIL DE CONTEÚDO PARA O INSTAGRAMFUNIL DE CONTEÚDO PARA O INSTAGRAM

Até 2018 eu praticamente só usava o Facebook. Eu gostava de escrever e achava que o Instagram era somente uma espécie de álbum de fotos.

 

Demorei a perceber que o Instagram podia também ser uma ferramenta para negócios e só comecei a usar o Instagram em 2019.

 

Mas até 2020 eu não sabia a forma correta de usar o Instagram como uma forma de divulgação do meu trabalho.

 

Sem conhecer como usar essa ferramenta, fiz algumas coisas erradas. Nunca comprei seguidores, mas já participei de listas de engajamento para aumentar a quantidade de seguidores.

 

Mas será que aquelas pessoas que passaram a me seguir, irão comprar algum produto ou serviço que eu ofereço?

 

Somente depois de começar a estudar mais sobre o assunto é que comecei a perceber de que forma eu deveria trabalhar o meu perfil para conquistar clientes.

 

Claro que faz bem ao meu ego falar que eu tenho X seguidores ou que uma publicação minha teve Y “gostos”, mas se o nosso objetivo for usar o Instagram para vender os nossos produtos/serviços, esses números não significam muita coisa.

 

Por esta razão, todas pessoas que trabalham com Redes Sociais falam tanto em Conteúdo.

 

É através do Conteúdo que mostramos de que forma o nosso serviço ou produto poderá fazer a diferença na vida ou no negócio daquelas pessoas.

FORMATOS DE CONTEÚDO DO INSTAGRAM

Até aqui tudo bem, mas o Instagram tem 6 formatos de conteúdo.

 

Como e quando usar cada formato? Devo usar todos os formatos para divulgar o meu negócio?

 

Realmente isso pode confundir um pouco e esse é o meu objetivo com este artigo. Tentar descomplicar.

 

FEED
O Feed é a porta de entrada do Instagram. O formato da imagem no feed é quadrado (1080 x 1080) mas, dependendo do tamanho da imagem, é possível ajustar para não ficar com a imagem cortada.
No Feed podemos publicar imagens (no máximo 10) ou vídeos de no máximo 1 minuto.
É aqui que vamos conquistar nossos seguidores e por isso é importante ficar atento ao tipo de conteúdo. Quanto mais utilidade ele tiver para a sua audiência, melhor.

 

STORIES
São publicações em formato vertical (1080 x 1920) que duram 24h. É possível publicar fotos ou vídeos de até 15 segundos cada.
Os Stories têm vários recursos adicionais tipo filtros, o efeito boomerang, incluir Gifs, música, texto, localização, hashtags, etc.
Nos Stories, literalmente, é onde mostramos a nossa cara: quem somos, o que fazemos, o que gostamos, o que pensamos, etc. O objetivo do Stories é criar uma conexão com a sua audiência e com isso fidelizar aquele público.

 

REELS
O Reels permite criar vídeos curtos (até 30 segundos) e também conta com diversos recursos de filtros, músicas, etc.
Diferente dos Stories, os Reels ficam guardados no perfil e ainda podem ser publicados no Feed do Instagram.
É preciso ter cuidado com as margens pois o formato do Reels é vertical, tipo os Stories, mas ao ser publicado no Feed, ele fica no formato quadrado do Feed.
Para evitar cortes de algum conteúdo importante no Feed, siga as margens que aparecem quando estamos a gravar algum Reels.
O Reels tem um grande alcance. O conteúdo não precisa ser sempre engraçado. O Reels serve para inspirar, dar ideias, educar e até mesmo desmistificar certas coisas.

 

IGTV
O IGTV é a plataforma de vídeos do Instagram. Os vídeos devem ser feitos na vertical (1080 x 1920).
É um recurso para vídeos mais longos (acima de 1 minuto). É no IGTV que podemos arquivar as Lives feitas no Instagram para que estejam disponíveis para a sua audiência.
A ferramenta é ótima para ganhar autoridade. Serve para publicar vídeos para educar a sua audiência sobre um determinado assunto.

 

LIVE
Quem nunca assistiu uma Live no Instagram? As novidades (não tão novas assim) é que agora podemos ter até 4 pessoas fazendo a Live (o autor + 3 convidados) e as Lives agora podem ter até 4 horas de duração.
Assim como o IGTV, as Lives servem para ganhar autoridade, mas como são “ao vivo”, permitem uma maior interação com a sua audiência ao abrir a oportunidade de responder perguntas em tempo real.

 

DIRECT
O nome já diz tudo! O Direct é o canal mais direto de relacionamento com a sua audiência. É a famosa “mensagem privada”.
Através do Direct podemos conversar com outra pessoa por texto, enviar imagens, ou enviar pequenas mensagens de áudio de até 1 minuto.
Abordagens via Direct devem ser feitas com cuidado para não serem consideradas invasivas ou inconvenientes.
Não deve ser usada para vender alguma coisa. O Direct é para criar um relacionamento mais estreito com aquela pessoa em especial.

FUNIL DE CONTEÚDO PARA O INSTAGRAM

Agora que já conhecemos melhor o Instagram, vamos “passar” os seus formatos de conteúdo no Funil.

 

Eu já escrevi um artigo sobre o Funil de Vendas e a Jornada do Cliente no Imobiliário.

 

Esse conceito se aplica a qualquer segmento e sempre teremos os 3 níveis básicos do Funil de Vendas:

 

Topo de funil: São aquelas pessoas que ainda não tem total consciência de que tem um problema ou uma necessidade, ou acabaram de tomar consciência dessa necessidade. A este tipo de público chamamos de público Frio.

 

Meio de Funil: Aqui o público já está mais consciente da sua necessidade e parte para buscar uma solução. Começa a etapa de pesquisa para perceber qual solução melhor se encaixa na sua necessidade. Aqui o público já é considerado como um público Morno.

 

Fundo de Funil: Após as etapas anteriores, o cliente consciente da sua necessidade já percebe que o seu negócio tem uma solução que atende a esta necessidade. Este é um público Quente pois já está praticamente “pronto” para comprar o seu produto.

 

Depois de ter definido o seu público-alvo e conhecer os problemas do seu cliente em potencial, vamos analisar cada etapa do Funil e qual formato/conteúdo podemos usar.

 

TOPO DE FUNIL:
Levando em conta que as pessoas ainda estão totalmente ou parcialmente inconscientes do seu problema, o seu conteúdo deve despertá-las para esse problema.
Nessa etapa estarão as pessoas que ainda não conhecem o seu produto ou serviço e por isso esse primeiro contacto é muito importante.

Conteúdo: publicações educacionais, informações e novidades do seu nicho de negócio, tutoriais, dicas, etc.

Formato: Feed (imagem ou carrossel de imagens); Uso de Hashtags para chegar a pessoas que não seguem o seu perfil; Vídeos no Reels; Anúncios.

 

MEIO DE FUNIL
Nesta etapa nossa audiência já tem consciência do seu problema. Nesta etapa vamos fidelizar os seguidores ao mostrar que temos a solução de que tanto procuram.

Conteúdo: aqui precisamos esclarecer a nossa audiência sobre o nosso produto. Devemos pensar em um tipo de conteúdo útil para a sua audiência, de forma que eles tenham vontade de salvar ou compartilhar aquela publicação.

Formato: Posts no feed mais explicativos (listas, carrossel), uso de Storytelling para contar casos reais onde o seu produto ou serviço transformou a vida de alguém, Sequências de stories sobre seu negócio, Caixinha de perguntas para solução de dúvidas nos Stories, Vídeos explicativos no IGTV e Lives.
Alguns Stories sobre o seu negócio podem ser guardados nos Destaques.

 

FUNDO DE FUNIL

Aqui o seu público-alvo está a 1 clique de comprar o seu produto ou serviço. Essa é a etapa de converter esses seguidores em clientes.

Conteúdo: oferta do produto, depoimentos de clientes, oferta de uma consultoria para explicar a sua solução de negócio, oferta de uma amostra ou período-teste do produto ou serviço, etc.

Formato: Stories com link para a compra, Anúncios no Feed e Stories, engajamento no Direct, Lives no Instagram para abertura do carrinho de compras por tempo limitado, etc.

NÃO QUEREMOS SOMENTE SEGUIDORES

O encantamento é uma técnica usada pela Disney para transformar seus clientes em fãs.

 

Esses fãs serão os defensores e até mesmo “vendedores” daquela marca.

 

Por isso, devemos buscar encantar os nossos seguidores, desde o primeiro momento até o pós-venda.

 

Devemos continuar nos relacionando com aquele cliente e estar atento às interações nas redes sociais e responder os comentários e dúvidas.

 

Por incrível que pareça, muitas empresas não respondem, ou demoram muito para dar um retorno aos seus clientes.

 

Mesmo se for um comentário negativo, é importante perceber a razão do descontentamento daquele cliente e responder a ele.

 

Lembre-se que o Instagram é uma vitrina e um potencial cliente está de olho na forma de como o seu negócio se relaciona com os seus clientes.

TUDO COMEÇA COM STORYTELLING

Apesar de eu ter deixado esse tópico no final, o Storytelling é fundamental para construir uma comunicação eficaz com a sua audiência.

 

Contar histórias cria uma conexão e por isso o Storytelling é tão poderoso. Lembre-se: o cliente é o herói e o seu produto vai ser o instrumento que guiará o nosso herói até ele vencer as suas batalhas.

 

Eu tenho um artigo onde eu falo sobre Storytelling e como podemos aplicá-lo em nossa comunicação.

 

Quais os formatos do Instagram que mais usa no dia-a-dia? Conta aqui nos comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

©2021 Todos os direitos reservados. Web Design by Aline Freitas


Post Views: 152